Presas de Westgate – Parte 13

Personagens:
Salantis Delvendor
(Cleric / Morning Lord – Humano) – Fábio


Glimwick Hodgefoodle
(Rogue / Artificer – Gnomo) – Robert

Lucien Petrus
(Wizard Evoker – Humano) – Tárik


H’aer Al’delain

(Fighter – Humano) – Cássio

Mestre de Jogo: Raphael


Uma Face na Escuridão

Mestres da Noite

Um grande salão com candelabros com velas mágicas ilumina muito pouco o lugar. A câmara inabitada não possuída janelas, parecia fechada em toda sua extensão. O que continua era digno de uma corte luxuosa, apesar de coberto de pó, havia estandes com livros, mesas de escribas, tabelas adornavam o chão e suas paredes, os candelabros eram finos e exóticos, cortinas elegantes por todos os lados. Era suntuoso ao extremo, quase megalomaníaco o conforto abandonado do lugar.

12_zentharim

Em uma cadeira estava um esqueleto, vestindo trapos e parecia ter alguns anos. Olhado mais perto, era um homem, com cabelo e barbas grisalhas, era possível ver os ferimentos nos ossos, assassinato pelas costas com algo afiado. O anel em sua mão era familiar para Lucien, era o anel de seu pai, com o símbolo da família Petrus, o mago cai de joelhos e segura a mão do cadáver, sua busca por seu pai chegou ao fim.

08Todos estavam perplexos, como um conjurador como Evendur teria conseguido construir tal lugar e para qual finalidade? — Glimwick “Talvez ele tenha construído para eles.” — o gnomo eleva um candelabro para as tapeçarias, mostrando o grande brasão de um dragão negro segurando um cetro, a Rede Negra, os Zentharim. Estava claro que a câmara pertencia a este criminosos, mas todos os brasões estavam vandalizados. Alguém esteve ali e destruiu tudo que mostrava o símbolo da Rede Negra. Só restava na parede uma pintura de duas pessoas duelando, um homem de cabelos loiros usando armaduras negras com o símbolo de um punho negro, duelando coma alguém mascarado com uma túnica púrpura e vermelha.

Salantis reconheceu as figuras na pintura, seria o duelo entre Fzoul Chembryl, líder dos Zentharim, subjugando Manshoon, líder deposto e assassinado por Fzoul, muitos anos atrás. Este acontecimento marcou a morte do famoso Manshoon. Outro detalhe que Glimwick não deixou passar foi os desenhos de dragões guerreando ao redor e um desses dragões possuída uma quase imperceptível fechadura onde seriam as suas garras.

12_chveA discussão entre ele termina com Lucien dizendo “Eu vim de muito longe e perdi muito coisa em minha vida para chegar até aqui, não vou embora sem respostas… Pegue Glimwick (joga a chave de Evendur para o Gnomo), não há mais lugar para Doleac se esconder aqui”.

A chave encaixa na abertura, uma fresta de porta é revelada e com ajuda de todos, empurram a porta para trás. H’aer acende uma tocha e segue pela passagem. É uma espécie de laboratório de alquimista, uma câmara de dois níveis ligada por uma escada. Repletas de mesas com frascos, livros, anotações e ingredientes usados por magos. No segundo nível embaixo, está uma sarcófago — ao seu lado está Doleac, observando os invasores.

Anúncios
Esse post foi publicado em Forgotten Realms, Presas de Westgate e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s