Um Punhal na Madrugada – Parte 5 Final

Um Punhal na Madrugada  (Leia a Parte 4)

Personagens:
Myrtana Hun’ett
(Feiticeira 9º Nível – Drow) – Fábio


Hamelim
Amarilis
(Bardo 12º Nível – Halfling) – Jean

Ingo
(Bárbaro 11º Nível – Meio-Orc) – Sammy


Ogglin Elkdur

(Ladino 8º Nivel – Svirfneblin) – Mauro

Mestre de Jogo: Raphael

No ano de 1372 da Magia Selvagem – Western Heartlands, Athkatla

Retribuição do trato

Sahbuti se pronuncia: “Tudo ocorreu como planejado minha cara serva de Shar”.

Myrtana — “Shar irá ficar contente, finalmente poderei me livrar destes ‘Weals’(tolos) indignos, chegou a hora da aranha emboscar a mosca.”

Myrtana friamente chega perto dos três amigos imóveis, chegando próximo ela diz “Eu nunca gostei de trabalhar em equipe de qualquer maneira” dando uma discreta piscada, cochicando algo no ouvido dos três paralizados: “Finja que está paralizado, aguarde meu sinal, confie em mim desta vez!”  e fazendo um discreto gesto com a mão, desfez-se o feitiço de paralizia do monge — Sahbuti: “O que você disse à eles?” — Myrtana: “Jal khaless zhah waela. (Confiança é para os tolos)”

O incêndio no acampamento é controlado e as tropas rendidas novamente, vários corpos estão no chão.

Malevitch: “Bom trabalho Sahbuti, conseguiu os três fugitivos, o trato está de pé”

Sahbuti: “Os três, em troca da liberdade da Drow, trouxe a máscara escarlate para remover a marca?”

Malevitch, puxa de uma mochila a máscara e se dirigue ao monge, enquanto os três estão paralisados, arranca a máscara da mão do encantador e torna-se invisivel instantaneamente.

Myrtana: Nindyn vel’uss kyorl nind ratha thalra elghinn dal lil alust! (Aqueles que olham para trás, encontram a morte pela frente.)”

Sahbuti e Malevitch recuam e a procuram. Um voz fala calmamente atras do encantador: Chat buat’leb”(drow: bola de fogo) — uma enorme explosão de chamas engolfa o encantador sendo arremessado em direção de Ingo, Ogglin e Hamelim – que no mesmo momento se projetam em direção à Sahbuti (que está atônito com toda a situação) e do bruxo rolando na grama com seu corpo em chamas!

O monge trava um violento combate com a drow, enquanto Malevitch ordena sua fera alada atacar Ingo, enquanto dispara indiscriminadamente raios em todas as direções tentando atingir o pequenino  hafling e o gnomo, que conseguem se desviar se protegendo atras de caixas em chamas.

Em meio à confusão, os soldados Zentharim não acreditam em seus olhos vendo seu comandante em chamas no chão, sendo este momento que os soldados de Nashkel usam seu último fôlego em um combate corpo-a-corpo pela liberdade.

Ingo é segurado pela fera alada e levado para o céu, e só se escuta seu grito de fúria enquanto desfere seu machado “piedoso”. Myrtana consegue atingir uma bola de fogo em cheio no monge, arremessando-o na tenda em chamas, fazendo-a desmoronar em cima do monge que grita em desespero às chamas.

Hamelim e Ogglin consegue desviar a atenção do bruxo e seus relâmpagos poderosos, enquando Myrtana faz o chão fechar sob os pés de Malevitch, deixando imóvel no lugar — porém ele um encantamento que faz a drow ficar com os olhos vermelhos inexpressivos, dando ordem de matar os outros imediatamente, nisso a drow atira bolas de fogo em seus companheiros, deixando Ogglin e Hamelim encurralados entre os bruxos — um grito rompe o sons das explosões de bolas fogo, a fera alada cae do céu ferido com Ingo pendurando em sua cauda segurando o machado com sua boca enquanto tenta se segurar com ambas as mão, a fera atingue em cheio Malevitch, que não pode sair do lugar devido ao seus pés presos, criando uma cratera no local e arremessando Ingo em cima dos destroços… insconsciente, coberto de sangue.

Malevitch foi impalado pelos chifres da fera alada que caiu sobre seu corpo. O halfling e o gnomo vão ao socorro de Ingo, enquando Myrtana balança a cabeça confusa com o que estava fazendo. Ingo está muito ferido, porém sobreviveu à queda, Myrtava não encontra Sahbuti no local onde foi nocauteado, o monge escapa antes de ser percebido pelos demais.

Os poucos soldados Zenth que restaram correm para floresta enquanto os soldados de Nashkel sobreviventes gritam pela vitória!

Fim da Marca Escarlate

Depois de recuperar o que restou do bruxo, chegam à vila ao amanhecer. Ingo, Myrtana, Hamelim e Ogglin são recebidos como salvadores da vila, uma coisa muito inesperada por eles já que estão sendo caçados pelos Punhos Flamejantes de Amn.

Myrtana usa a máscara para remover a marca escarlate de todos, sentindo um grande alívio, Ingo parte a máscara em duas com seu machado para quem nunca mais seja usada pelas autoridades. Nos dias que seguem, retornam para Athkatla, onde a notícia se espalhou sobre tropa Zentharim sendo derrotadas por foragidos da justiça. O punho flamejante concede um perdão especial as grupo, por trazerem o corpo do assassino do Lord Dalibras  e contando toda verdade.

Epílogo

Hamelim se junta à elfa Talindra, sendo aceito nos ranks dos Harpistas para combater os Zentharim em Amn, onde suas aventuras mais tarde o levariam a conhecer pessoalmente Storm Silverhand na cidade de Silvermoon.

Ingo conseguiu uma reputação em toda Amn, sendo conhecido como um dos caçadores de recompensa mais perigosos de Amn. Estórias contam que Ingo, O Bárbaro, foi visto pela última vez nos vales de Icewind Dale, juntando-se à companhia de outro infame elfo negro em busca de justiça.

Ogglin seguiu seu solitário caminho em busca de vingança de Yndaeru em Underdark, seu destino é desconhecido, porém correm boatos que esteve de passagem na vila amaldiçoada de Reddansyr, próxima à cidade dos ladrões de Westgate, um lugar familiar para o svirfneblim.

Myrtana nunca se adaptou à civilização, continuou ainda sendo caçada como uma herege, sua busca por servir a Dama da Noite a levaria a cruzar novamente com o foragido Sahbuti Shanardanda. Ela se tornou uma poderosa feiticeira da Igreja de Shar, sendo responsável por diversos assassinatos em Calimshan, em nome de Shar.

Assim no ano de 1372, Tarsakh, termina os últimos registros sobre os infames fugitivos e libertadores de Nashkel, das Forças Negras do Zentharim.

Anúncios
Esse post foi publicado em Forgotten Realms, Um Punhal na Madrugada e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s